Folha do Norte MS
Rio Verde MS - Sábado, 21 de Julho de 2018
Folha do Norte MS no Whatsapp
NOTICIAS » POLITICA

12/01/2018 «¢s 09h27min - Atualizada em 12/01/2018 «¢s 09h27min

Denúncias contra Temer pesaram para rebaixamento, afirma Maia

Denúncias contra Temer pesaram para rebaixamento, afirma Maia

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), tentou retirar do Congresso Nacional o peso pelo rebaixamento do rating do Brasil, por parte da agência de classificação de risco S&P Global, ontem. A perspectiva da nota foi modificada de negativa para estável, passando de BB para BB-.

Maia atribuiu a mudança no rating às denúncias apresentadas pela Procuradoria-Geral da União (PGR) contra o presidente Michel Temer ao longo do ano. "O que pesou foram duas denúncias que atrasaram a votação da [reforma da] Previdência. De fato, o governo ficou fraco após as denúncias", afirmou ao Broadcast antes de ressaltar o papel da Câmara dos Deputados, presidida por ele. "A Câmara votou dezenas de projetos que ajudaram o Brasil a sair da recessão", complementou.


Maia evitou culpar a equipe econômica pelo resultado e procurou mostrar otimismo em relação às votações neste ano. "Agora não é hora de encontrar culpados e sim construir o caminho para votar as reformas", afirmou. O rebaixamento pela S&P era esperado nas últimas semanas, à medida que falharam as negociações no Congresso para aprovação da reforma da Previdência no final do ano passado.


Apesar de fugir do confronto, o presidente da Câmara criticou diretamente as declarações do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, que responsabilizou o Congresso pela situação, segundo o blog do jornalista João Borges. "Resposta de um candidato, uma pena", disse Maia ao lembrar que o ministro cogita se lançar à Presidência da República pelo PSD.


"Deputados e senadores votaram dezenas de projetos fundamentais entre eles reforma trabalhista, terceirização e recuperação fiscal. Com os projetos aprovados pelo Congresso, a economia saiu da recessão, a taxa de juros chegou a 7% e a inflação ficou abaixo da meta. Continuamos nossos esforços a favor das reformas e do Brasil", argumentou Maia.


 




CLIQUE NAS IMAGENS PARA AMPLIAR:

AUTOR/FONTE: Com Estadão Conteúdo

Luiz Carlos Atagiba

(luizatagiba@ibest.co­m.br)

Veja também »

20/07/2018

Alckmin terá mais da metade do tempo de TV

Alckmin terá mais da metade do tempo de TV

19/07/2018

Bolsonaro diz que o "seu partido é o povo"

Bolsonaro diz que o "seu partido é o povo"

18/07/2018

Balanço apresenta forte atuação do deputado Junior Mochi em todo o MS

Balanço apresenta forte atuação do deputado Junior Mochi em todo o MS

16/07/2018

Rejeição de eleitor encarece campanha nas redes sociais

Rejeição de eleitor encarece campanha nas redes sociais

14/07/2018

"Essa é a hora do Marcelo", diz prefeito de Três Lagoas

"Essa é a hora do Marcelo", diz prefeito de Três Lagoas

12/07/2018

Janaína Paschoal não descarta "missão" de ser vice de Bolsonaro

Janaína Paschoal não descarta "missão" de ser vice de Bolsonaro

© Copyright 2018 - Todos os direitos reservados

Site desenvolvido pela Lenium