Sexta, 06 de dezembro de 2019
(67) 9-9959-0792
Campo grande

16/07/2019 às 12h25

59

Redação

Campo Grande / MS

Segurança patrimonial do TCE-MS será feita por militares da reserva
O serviço de segurança é fruto de um convênio firmado na manhã desta terça-feira, 16 de julho, entre o Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul e a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública, com a interveniência da Polícia Militar do Estado
Segurança patrimonial do TCE-MS será feita por militares da reserva
Foto Mary Vasques

Policiais militares integrantes do Corpo de Voluntários de Militares da Reserva Remunerada (CVMRR) vão fazer a vigilância patrimonial das dependências do Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul. O serviço de segurança é fruto de um convênio firmado na manhã desta terça-feira, 16 de julho, entre o Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul e a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública, com a interveniência da Polícia Militar do Estado. 


O convênio, assinado pelo presidente da Corte de Contas, conselheiro Iran Coelho das Neves, pelo secretário de justiça e segurança pública de Mato Grosso do Sul, Antônio Carlos Videira, e pelo comandante geral da Polícia Militar do Estado, Waldir Ribeiro Acosta, prevê a cessão de até 35 policiais militares inativos, cadastrados no CVMRR, para que, sob a supervisão da Assessoria Militar do TCE-MS, realizem o serviço de segurança de forma ininterrupta, ostensiva e contínua dos bens móveis e imóveis do Tribunal. 


O secretário de justiça e segurança pública do Estado, Antônio Carlos Videira, afirmou que essa é uma oportunidade ímpar. “É um grande passo. A experiência, aliada ao ânimo de voltar a colaborar com a segurança, proporcionará o compartilhamento de boas práticas em um ambiente que tem colaborado muito com a nossa Secretaria, sobretudo na área de gestão.” 


O comandante-geral da Polícia Militar em Mato Grosso do Sul, coronel PM Waldir Ribeiro Acosta, explica que todos os policiais envolvidos nesse convênio passarão por uma inspeção de saúde antes do retorno ao trabalho. “Nós temos vários policiais que têm conhecimento de mais de 30 anos de serviços prestados e querem voltar a trabalhar. Muitos vão para reserva com a saúde muito boa e, até para manter essa saúde, é importante essa atividade, eles estarão ocupados com uma atividade que gostam de fazer.” 


Para o presidente do TCE-MS, conselheiro Iran Coelho das Neves, esse é um ato de reconhecimento do Tribunal pela excelência dos serviços prestados pela Polícia Militar. “Estamos renovando esse convênio com algumas vantagens, ainda que pequenas, mas que tenho certeza vão refletir positivamente na vida desses policiais”. 


Ao TCE-MS caberá a responsabilidade das despesas decorrentes do convênio como gratificação especial de retorno à atividade a cada policial inativo disponibilizado para atuar no serviço de segurança, bem como auxílio alimentação e diárias de escala de horas extras. 


Também estiveram presentes a assinatura do convênio o corregedor-geral do TCE-MS, conselheiro Ronaldo Chadid, o ouvidor do Tribunal, conselheiro Osmar Jeronymo, o diretor da Escoex, conselheiro Waldir Neves Barbosa, o conselheiro Marcio Monteiro, o chefe da assessoria jurídica da Sejusp/MS, Luiz Carlos Telles Júnior, e o procurador geral do Ministério Público de Contas, João Antônio de Oliveira Martins Júnior.

FONTE: Tania Sother

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium