Quinta, 01 de outubro de 2020
(67) 9-9959-0792
Política

05/08/2020 às 12h02

82

Redação

Campo Grande / MS

Justiça decreta sequestro de bens e imóveis de Geraldo Alckmin
Primeira Zona Eleitoral de São Paulo também autorizou a ação para bens ligados a Marcos Antônio Monteiro e Sebastião Eduardo Alves de Castro
Justiça decreta sequestro de bens e imóveis de Geraldo Alckmin
Foto Arquivo

A 1ª Zona Eleitoral de São Paulo decretou nesta quarta-feira (5) o sequestro de bens e imóveis de até R$ 11,3 milhões relacionados ao ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin, Marcos Antônio Monteiro e Sebastião Eduardo Alves de Castro. 


A PF (Polícia Federal) afirma que os valores foram sequestrados para ressarcir os prejuízos gerados por crime de corrupção passiva.


Em nota, o diretório do PSDB de São Paulo afirmou que a decisão judicial vai comprovar idoneidade de Alckmin.


Leia a nota na íntegra:


"O pedido de bloqueio de bens de Geraldo Alckmin demonstrará, ao final, a idoneidade do ex-governador que, tendo sido quatro vezes governador do maior estado do paí,  mantém patrimônio e padrão de vida modestos. O PSDB de São Paulo reitera sua confiança em Alckmin, cuja conduta no exercício dos diversos cargos ocupados em seus mais de 40 anos de vida pública sempre foi pautada pela ética e pelo respeito à lei e o dinheiro público. Marco Vinholi - Diretório PSDB SP".


Os outros citados ainda não se pronunciaram a respeito do sequestro de bens e imóveis.


Denúncia contra Alckmin


No final de julho, Alckmin foi denunciado por falsidade ideológica eleitoral, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.


De acordo com a denúncia, Alckmin recebeu R$ 2 milhões em espécie do conglomerado Odebrecht na campanha ao Palácio dos Bandeirantes em 2010 e R$ 9,3 milhões quando disputou a reeleição, em 2014.

FONTE: Portal R7

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2020 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium