Segunda, 20 de agosto de 2018
(67) 9-9959-0792
Pedro Gomes

05/10/2016 às 09h48

63

Redação

Campo Grande / MS

PF investiga compra de votos
Mandados de busca e apreensão foram cumpridos ontem; Polícia irá instaurar inquérito para apurar se houve crime eleitoral
PF investiga compra de votos

Agentes da Polícia Civil e fizeram buscas e apreensões no escritório do contador Normando Motta e na residência de Maquielves Grison, mais conhecido como Pequeno, eleito para vereador nas eleições deste domingo dia 2. A ação ocorreu nesta  manhã(3), um dia após a vitória de Willian do Banco(PSDB) que disputava as eleições com o atual prefeito Francisco Vanderley Mota e Thalita do Zé do Mano.


As informações são de uma emissora de Rádio da cidade que no áudio fala que a ação corre em segredo de Justiça e que há possível compra de votos. A Polícia colheu depoimentos dos suspeitos e ação poderá comprometer os resultados dessas eleições.


Willian do Banco nega tudo…


O candidato eleito, Willian do Banco negou qualquer tipo de acusações e ainda classificou o episódio como perseguição política. Advogados da coligação declarou que as acusações e as supostas filmagens não provam o envolvimento dos investigados. O contador da coligação, Normando Motta foi preso por porte ilegal de arma de fogo, em sua residência no Conjunto Novos Horizontes. A arma era um revólver calibre 38. E informações extra- oficial dão conta que ele teria pago uma fiança para que não fosse preso.


Um inquérito vai ser instaurado pela Polícia Federal para investigar o caso e indicar os possíveis responsáveis, caso fique caracterizado crime eleitoral. O crime de compra de votos está previsto no artigo 299 do Código Eleitoral, com pena de até quatro anos de reclusão e pagamento de multa.

FONTE: Paulo Silva

Clique nas imagens abaixo para ampliar:
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium