Segunda, 16 de maio de 2022
(67) 9-9959-0792
Corumbá

13/01/2022 às 13h17

113

Redação

Campo Grande / MS

Prefeitura deve decidir sobre realização do carnaval de rua até o final do mês
A realização do Carnaval 2022 em Corumbá, tem sido um dos principais assuntos nas redes sociais do estado
Prefeitura deve decidir sobre realização do carnaval de rua até o final do mês
Foto Arquivo

A realização do Carnaval 2022 em Corumbá, tem sido um dos principais assuntos nas redes sociais e nas rodas de conversa na cidade. Fato é que nada está decidido. A afirmação é do prefeito Marcelo Iunes, em entrevista nesta quinta-feira, 13 de janeiro. 


Segundo ele, os casos de covid-19 e de síndromes gripais (Influenza H3N2), que tiveram alta, inclusive com óbitos, após as festas de fim de ano, estão sendo monitorados. 


“Vamos esperar até o final do mês para decidirmos se haverá o carnaval de rua. Eu, como cidadão corumbaense, tendo ou não o Carnaval, acho que temos que respeitar primeiro a saúde. Mas, como prefeito, além da saúde, também temos que olhar para a economia. A festa gera de 3 mil a 4 mil empregos diretos, fomenta a economia em cerca de 15 milhões de reais. É uma receita para nosso comércio, para muitas famílias que trabalham informalmente para ganhar o sustento. Por causa desses fatores, não descartamos a realização, vamos tomar a decisão no final do mês”, disse Iunes.


O prefeito ainda falou sobre os blocos independentes, aqueles que não dependem de recursos públicos para realizarem a festa. “Tivemos reunião com os blocos independentes, não podemos proibir que eles façam a festa deles, mas, desde que sejam respeitados os protocolos de biossegurança do município, como lotação máxima de 70% da capacidade do local do evento, que deverá ser em ambiente aberto, e as pessoas deverão apresentar o passaporte vacinal. Não podemos proibir um show particular, não dependem de recursos nossos”, reforçou o prefeito.


Escolas de samba seguem planejamento


Esperando a definição sobre o carnaval de rua, o presidente da Liesco (Liga Independente das Escolas de Samba de Corumbá), Victor Raphael, disse que nos barracões, as agremiações se preparam para o desfile. Ele também desmentiu boatos de que as escolas de samba tenham pedido o adiamento do carnaval.


“Estamos seguindo nosso planejamento, com os ensaios acontecendo e obedecendo as medidas de biossegurança; nos barracões, as equipes estão trabalhando. Não nos manifestamos sobre adiamento ou manutenção do desfile, não há qualquer assunto nesse sentido. O desfile das escolas de samba é planejado, depende de meses de preparação, por isso seguimos todo um cronograma para estarmos prontos se for confirmado para a data - final de fevereiro, início de março. Mas, por enquanto não há nenhuma definição, estamos acompanhando a situação junto ao Estado e Município”, explicou o presidente da Liesco ao Diário Corumbaense.


"A intenção é fazer nossos desfiles de forma segura, se não for possível fazer na data certa, tenho certeza que as autoridades vão tomar as devidas providências para que possamos definir um outro momento, mas por enquanto, seguimos o planejamento normal. O Carnaval está no calendário da cidade, ou seja, não precisa de uma decisão para ter, mas sim, uma decisão para não ter, então, por isso seguimos com os trabalhos”, completou Victor Raphael.

FONTE: Leonardo Cabral

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2022 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium