Terça, 23 de julho de 2024
(67) 9-9959-0792
Cidades

17/08/2023 às 11h22

Redação

Campo Grande / MS

Com torta de batata, merendeira de Água Clara vence a etapa municipal no 2º Desafio das Merendeiras
Realizada por meio do programa Cidade Empreendedora, executado pelo Sebrae/MS em parceria com a Prefeitura, iniciativa visa valorizar o trabalho dos profissionais e fortalecer a agricultura
Com torta de batata, merendeira de Água Clara vence a etapa municipal no 2º Desafio das Merendeiras
Foto Divulgação

Nos dias 14 e 15, segunda-feira e terça-feira, Água Clara foi palco da etapa municipal do 2º Desafio Estadual das Merendeiras. Com o prato torta de batata enriquecida, o 1º lugar foi conquistado pela merendeira Maria Idauva da Silva. O evento, promovido pelo Sebrae/MS em parceria com a Prefeitura Municipal, por meio do programa Cidade Empreendedora, visa valorizar o talento e a criatividade de quem prepara as refeições dos estudantes nas escolas municipais, e incentiva o uso de produtos mais saudáveis.


A etapa municipal do Desafio das Merendeiras foi dividida em dois dias. Na segunda-feira (14), profissionais da cozinha aprenderam técnicas de manipulação e preparação de alimentos em um workshop, ministrado pelo chefe Paulo Vasconcelos. Após a capacitação, terça-feira (15), um corpo de jurados, composto por representantes do comércio alimentício local, juntamente com o chefe, elegeram a vencedora representada do município.


A torta de batata que evou o primeiro lugar


No evento, a prefeita de Água Clara, Gerolina da Silva Alves, relatou a importância da participação das profissionais da escola no evento. “Nossa gestão é comprometida em valorizar todos os funcionários, colaboradores do nosso município. Falar sobre a merendeira me remete muito sobre o cheiro bom do recreio, a vontade de repetir aquela comida gostosa e saborosa, que só quem já provou sabe do que estamos falando. Por isso, elas merecem toda a nossa admiração, respeito e valorização; a qualidade da alimentação escolar evoluiu muito, trazendo mais qualidade e naturalidade no cardápio, tornando nossas crianças mais saudáveis”, ressalta a prefeita.


Já para a secretária de Desenvolvimento Econômico e Sustentável, Andreéle Marques, o desafio contribui muito com a valorização dos produtos da agricultura familiar. “São produtos sem agrotóxicos, produtos naturais e saudáveis e que fazem bem para a saúde das crianças, e da comunidade que frequenta a escola. Uma comida saborosa, cheia de nutrientes e que ainda valoriza a agricultura familiar, gerando renda e oportunidades”, reforça a secretária.


Segundo o chefe Paulo Vasconcelos, o objetivo do trabalho realizado é estimular a administração municipal a adquirir produtos oriundos da agricultura familiar por meio do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). Com essa proposta, as merendeiras são capacitadas para que possam utilizar novas técnicas e expandir a quantidade de itens utilizados.


“O projeto não é somente premiar as merendeiras. Estamos fazendo esse desafio para capacitá-las e levar o aprendizado na utilização do maior número possível de insumos produzidos pela agricultura familiar do município. No treinamento, as merendeiras também aprendem a melhorar a base nutricional das receitas, e fazer com que as crianças comam alguns itens que reprovam sem identificá-los, como jiló e quiabo, por exemplo, utilizando talo, casca, folha”, destaca o chefe.


Com 30 anos de experiência na cozinha e quase dois anos como merendeira, a vencedora Maria Idauva da Silva diz que não imaginava ganhar a etapa municipal. “O workshop foi 10. Eu não imaginava ganhar, eu só queria participar, mas ganhei. Foi ótimo! Usar os produtos da agricultura familiar ajuda a dar mais cor na alimentação das crianças, fica mais rica, mais saudável, não só arroz branco e feijão, dar alimentos mais nutritivos, porque as crianças precisam”, finaliza a merendeira.


A premiação ocorreu na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), na Avenida Luís Fiuza Lima, nº 74, no Bairro Nova Água Clara. Neste ano, mais de mil profissionais foram inscritas pelas prefeituras de 27 municípios de Mato Grosso do Sul para participarem do 2º Desafio Estadual das Merendeiras. Após as etapas municipais, na segunda fase, as manipuladoras de alimentos que garantiram o primeiro lugar em cada cidade competem entre si.


Além de Água Clara também participam da disputa os municípios de Amambai, Bandeirantes, Bataguassu, Batayporã, Bela Vista, Camapuã, Chapadão do Sul, Costa Rica, Coxim, Dourados, Inocência, Jaraguari, Jardim, Maracaju, Naviraí, Nioaque, Nova Alvorada do Sul, Nova Andradina, Paraíso das Águas, Pedro Gomes, Porto Murtinho, Ribas do Rio Pardo, Rio Brilhante, Rio Verde de Mato Grosso, Santa Rita do Pardo, Sonora e Terenos.


Conheça as demais colocadas da etapa municipal de Água Clara:


1º Lugar: Maria Idauva da Silva com o prato Torta de batata enriquecida


2º Lugar: Neuza Aparecida de Freitas Xavier com o prato Farofa rica de frango


3º Lugar: Magda leal Tavares com o prato Torta de legumes com frango e arroz primavera


4º Lugar: Adriana Aparecida de Oliveira com o prato Galinhada nutritiva


5º Lugar: Rozania Aparecida Sentoma Xavier com o prato Escondidinho de mandioca com Legumes


Mais informações sobre o 2º Desafio Estadual das Merendeiras e sobre o programa Cidade Empreendedora podem ser obtidas por meio do número 0800 570 0800 ou pelo site cidadeempreendedora.ms.sebrae.com.br

FONTE: Camila Mortari

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2024 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium