Terça, 25 de setembro de 2018
(67) 9-9959-0792
Campo grande

19/08/2018 às 19h36

40

Redação

Campo Grande / MS

Projeções dão a coligações de Reinaldo os maiores tempos de rádio e TV
Candidatos alinhados com o tucano terão as chapas com mais exposição na propaganda eleitoral gratuita, que começa em 31 de agosto e vai até 4 de outubro
Projeções dão a coligações de Reinaldo os maiores tempos de rádio e TV
Governador Reinaldo Azambuja

Os candidatos nas eleições deste ano já estão nas ruas e na internet com suas ações de campanha em busca do eleitorado. Contudo, apenas em 31 de agosto, e ao longo de 30 dias, é que terá início a propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão para os 488 inscritos na disputa e os 26 suplentes de senador. A exposição, prevista na resolução 23.551 do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) segue os moldes de anos anteriores, inclusive nos diferentes tempos para cada candidato, e garantiu ao arco de Reinaldo Azambuja (PSDB) as maiores parcelas de tempo.O horário eleitoral gratuito se estenderá por 35 dias e vai até 4 de outubro, em dois horários no rádio (das 6h às 6h25 e das 11h às 11h25) e na TV (das 12h às 12h25 e das 19h30 às 19h55). Além disso, os concorrentes terão garantidos 70 minutos diários para inserções de 30 segundos e 1 minuto –o uso dessas pequenas propagandas fica a critério de cada partido ou coligação.


Já a distribuição do tempo obedece a dois critérios: de todo o tempo de propaganda, 10% deve ser dividido igualmente entre todos os partidos, independentemente de terem representação ou não no Congresso. Os outros 90% são distribuídos conforme o tamanho das bancadas eleitas para a Câmara dos Deputados na eleição anterior (no caso, a de 2014).



Reinaldo terá cerca de 4 minutos para apresentar suas propostas no rádio e na TVReinaldo terá cerca de 4 minutos para apresentar suas propostas no rádio e na TV


É este o motivo que leva alguns partidos a praticamente passarem em branco na propaganda eleitoral. Por obterem seus registros depois da última eleição (caso do Novo), não terem conquistado representantes na Câmara (situação do PPL, PCO e o PMB) ou contarem com ou feito bancadas com um ou dois parlamentares (PTC e PRTB, entre outros), têm direito a poucos segundos de propaganda.


Da mesma forma, isso também garante que alguns partidos sejam dominantes na distribuição do tempo. Ainda na esteira da reeleição da então presidente Dilma Rousseff, o PT fez em 2014 a maior bancada da Câmara Federal, com 68 deputados federais. Assim, herdou para este ano o maior tempo proporcional entre os 35 partidos inscritos no país: 12,2% do tempo e das inserções será destinado aos petistas, conforme estimativas feitas por especialistas do banco BTG Pactual, realizadas a pedido da imprensa nacional e usadas pelo Campo Grande News na elaboração dos cálculos locais.


O MDB de Michel Temer tem o segundo tempo pde propaganda eleitoral (11,7%), seguido do PSDB (9,8%) e do PP (7%). Novo, PPL e PMB terão 0,3% desse tempo, conforme o BTG, o que representaria, em Mato Grosso do Sul, parcos 2 segundos na propaganda para deputado federal. Na corrida para o Senado, a distribuição do tempo deixou para Thiago Vargas (PPL) 1 segundo de exposição na TV. Não por acaso, muitos candidatos prometem intensificar o uso de redes sociais e outras alternativas para contatar o eleitorado.


Foto Chico Ribeiro


FONTE: Humberto Marques

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium