Segunda, 20 de maio de 2019
(67) 9-9959-0792
Campo grande

13/03/2019 às 14h52

130

Redação

Campo Grande / MS

União das Câmaras de Vereadores do MS apoia cobrança por término duplicação da BR-163
Para Jeovani Vieira, presidente da UCVMS, descaso de empresas com a população deve ser tratado com mão firme pela classe política
União das Câmaras de Vereadores do MS apoia cobrança por término duplicação da BR-163
Fotos Arquivo

A diretoria da União das Câmaras de Vereadores do MS (UCVMS) através do seu presidente, vereador Jeovani Vieira do Santos (PSDB), se solidariza com a iniciativa do presidente da Câmara municipal de Campo Grande, vereador João Rocha (PSDB) de buscar uma nova agenda junto a concessionária para encontrar uma solução para o impasse e acabar com a morosidade da obra.


O presidente da UCVMS destaca que a participação da sociedade nas discussões é fundamental porque além de se envolver na solução para o impasse da duplicação na BR 163, forçará à implantação de outras demandas notórias que é a instalação de passarelas em cidades cortadas pela BR.


“Penso que além das entidades e da classe política, o Ministério Público Federal também deveria se manifestar, já que se trata de uma rodovia federal. É uma questão de mobilidade urbana e de vidas. Essa duplicação é essencial para o Mato Grosso do Sul”, ressalta.


O presidente da UCVMS lembrou que a luta pelo término da duplicação é antiga, citando a audiência pública realizada na Câmara Municipal de Campo Grande com vereadores de diversas cidades que margeiam a BR-163, que pediram a urgente retomada dos trabalhos de duplicação ou a suspensão da cobrança do pedágio caso as obras não fossem retomadas. 


“Até o momento estamos nos aguardo de respostas por parte da CCR MSVias, mas fica a recomendação à vereança para que não desanime. Precisamos mostrar forças para que essa obra emblemática chegue ao fim o mais rápido possível”, concluiu Jeovani Vieira dos Santos.


Compromissos


Desde a assinatura da concessão com a CCR MSVias, em 12 de março de 2014, pouco mais de 150 dos 845 quilômetros da rodovia foram duplicados pela empresa. 


Em 2018, somente 11,6 quilômetros passaram por intervenção e já foram liberados para o tráfego.


A CCR MSVia tem como obrigação contratual duplicar os 845 quilômetros da BR-163 em 5 anos. Até agora, no entanto, foram duplicados exatos 150,4 km, o que representa 17,7% do total.


A BR-163 tem 845,4 quilômetros de extensão e cruza todo o Mato Grosso do Sul, desde a divisa com o Paraná, ao Sul, na cidade de Mundo Novo, até a divisa com Mato Grosso, ao Norte, na cidade de Sonora. A rodovia passa por 21 municípios, entre eles a capital, Campo Grande, e serve a mais de 1,3 milhão de habitantes.

FONTE: Luiz Carlos Atagiba

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium