Terça, 16 de julho de 2019
(67) 9-9959-0792
Campo grande

16/04/2019 às 07h18

49

Redação

Campo Grande / MS

Presidente Paulo Corrêa entrega Balanço Geral do Estado ao TCE-MS
O Balanço Geral do Estado é composto por atos contábeis da gestão pública, entre eles, detalhes de despesa com pessoal, receita, custeio e investimentos feitos pelo Governo
Presidente Paulo Corrêa entrega Balanço Geral do Estado ao TCE-MS
Foto Luiz Carlos Júnior

O balanço geral das contas do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, exercício 2018, foi entregue ontem (15) pelo presidente da Assembleia Legislativa, Paulo Corrêa (PSDB), ao presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MS), conselheiro Iran Coelho das Neves. O Balanço Geral do Estado é composto por atos contábeis da gestão pública, entre eles, detalhes de despesa com pessoal, receita, custeio e investimentos feitos pelo Governo. 


Embora o Tribunal de Contas tenha implantado desde o ano passado a entrega eletrônica do balanço geral do Poder Executivo do Estado e dos municípios, Paulo Corrêa explicou que o ato de entrega simboliza a harmonia entre os Poderes. “Vim formalizar essa entrega em respeito à harmonia entre os Poderes, assunto que temos debatido na nossa Casa. Estamos iniciando uma nova fase, cumprindo os prazos e temos um grande respeito pelo conselheiro Iran e por todos os outros conselheiros”, enalteceu Paulo Corrêa.  


O presidente do Tribunal de Contas destacou que a Assembleia tem feito rigorosamente a entrega dos documentos, o que garante cumprimento dos prazos constitucionais. “A entrega do relatório no prazo legal, desde quando o atual presidente da Assembleia, deputado Paulo Corrêa, era primeiro-secretário, virou uma rotina. Todos os contratos são entregues individualmente, como manda a lei, dentro do prazo, bem como os balanços gerais, e não poderia ser diferente agora no exercício 2019. É uma alegria pra nós saber que a Assembleia tem essa consideração com o Tribunal de Contas”, disse.


Agora o relatório passará por avaliação e análise do corpo técnico do TCE-MS e apreciação do Tribunal Pleno para ser votado também pelos conselheiros. Posteriormente, o parecer do TC-MS segue para aprovação na Assembleia Legislativa.


Entrega eletrônica


De acordo com o Tribunal de Contas, o sistema de envio eletrônico dos balanços foi implantado em 2017. No entanto, somente em 2018 começou a valer também para o Governo do Estado. A iniciativa garante confiabilidade da informação, agilidade e transparência, além de economia no uso de papel e no deslocamento que era necessário para que os municípios fizessem a entrega.

FONTE: Edilene Borges

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium