Terça, 28 de janeiro de 2020
(67) 9-9959-0792
Rio Verde

25/11/2019 às 18h44

49

Redação

Campo Grande / MS

Artesãos de Rio Verde reforçam identidade regional em oficina de Faixas Pantaneiras
Capacitação realizada no município levou conhecimento e técnicas sobre tecelagem de produtos culturais
Artesãos de Rio Verde reforçam identidade regional em oficina de Faixas Pantaneiras
Foto Assessoria

Em comemoração à semana de Valorização do Homem Pantaneiro, o Sebrae/MS, em parceria com a Comunidade Kolping, realizou em Rio Verde a primeira oficina de faixas pantaneiras. O objetivo principal foi capacitar novos artesãos, mostrando a importância da tradição da faixa para a região.

Em 2003, a partir de pesquisa realizada pelo projeto Sapicuá Pantaneiro junto à comunidade do Pantanal, identificou-se a necessidade de implementar ações para disseminar a técnica tradicional de tecer uma típica faixa pantaneira, importante devido à dimensão simbólica e pelas possibilidades de gerar renda para a população do entorno do Pantanal.

A oficina foi dividida em duas etapas: A primeira, que aconteceu entre os dias 5 e 8 de novembro, envolveu a elaboração e acabamento. Já a segunda, que aconteceu entre os dias 19 a 22 do mesmo mês, direcionou os participantes no aperfeiçoamento da técnica de produção da faixa.

Uma das participantes da oficina foi a empresária Selma Beteto, do ramo de artesanato. Para ela, a oficina foi um aprendizado importante. “A faixa vai me ajudar muito na inovação dos produtos da minha empresa. Antigamente ouvíamos falar e achávamos bonito, mas não conhecíamos quem fazia esse tipo de trabalho. Essa oportunidade nos abriu um leque, agregando valor, cultura e beleza no produto, e isso para mim é de grande importância”.

No olhar da participante Cinthia Maciel, aprender a técnica de tecelagem da faixa foi um desafio, por ter pouca habilidade com as mãos. “O poder da faixa pantaneira depois de pronta, na vida, é que a minha autoestima aumentou consideravelmente, olho para a minha faixa e experimento uma sensação de realização e felicidade porque fui eu que fiz, aprendi, posso fazer quantas eu quiser, é uma sensação de liberdade sem fim diante das inúmeras possibilidades de cores, usos e aplicações”, disse.

Segundo a consultora do Sebrae/MS e realizadora da capacitação, Cláudia Medeiros, é importante ressaltar que a faixa é um artesanato de referência cultural, portanto para os participantes da oficina é uma oportunidade de reformular seu repertório de criação do artesanato.

“A faixa abre possibilidade na criação de novos produtos, proporcionando um crescimento na renda e na economia local. A oficina vai além de artesanato, ela traz toda a riqueza cultural do pantanal e vem para complementar as ações de valorização da cultura pantaneira”, destaca Cláudia.

Cultura pantaneira

A faixa pantaneira, além de ser um adorno que os vaqueiros exibem orgulhosos em volta da cintura, também sustenta a coluna durante as longas cavalgadas, por isso a trazem bem apertada no local. O modo de usar compõe a típica vestimenta de um peão pantaneiro e seu modo de fazer uma tradição passada de geração em geração.

FONTE: Da Assessoria

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2020 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium