Sexta, 24 de setembro de 2021
(67) 9-9959-0792
Economia

21/07/2021 às 11h20

479

Redação

Campo Grande / MS

Pronampe tem recursos para empresários de MS
Banco do Brasil e CAIXA liberaram novas contratações para linha de crédito, que devem esgotar até esta sexta-feira (23); MEI não está incluído
Pronampe tem recursos para empresários de MS
Foto Arquivo

A linha de crédito do Pronampe (Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte), que se tornou permanente em Junho, continuará apoiando os empresários na recuperação dos impactos da pandemia da Covid-19. Conforme levantamento do Sebrae/MS, as instituições financeiras Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal receberam um novo aporte de recursos, que já estão disponíveis a partir desta quarta-feira (21) em Mato Grosso do Sul.

A orientação do Sebrae é que os interessados procurem as agências o quanto antes, uma vez que a previsão das instituições financeiras é que os recursos esgotem até esta sexta (23). Podem solicitar o Pronampe microempresas com faturamento de até R$ 360 mil por ano e empresas de pequeno porte com até R$ 4,8 milhões. Também é preciso ter recebido um comunicado da Receita Federal, já que no momento da solicitação do crédito, a MPE deverá fornecer os dados enviados pelo Fisco.  O microempreendedor individual (MEI) não foi incluído nesta comunicação, portanto, não poderá pleitear os recursos.

Segundo Leonardo Lopes, Gerente de Mercado Pessoa Jurídica na Superintendência Estadual do Banco do Brasil em MS, o recurso do Pronampe não tem destinação por Estado, assim, o montante é nacional e limitado. “A linha tem como grande atrativo o prazo de 48 meses, incluindo 11 meses de carência e a taxa de juros de Selic+6% ao ano. Além disso, não tem cobrança de tarifa ou seguro na operação. Para ter acesso, basta o empresário ir a uma agência, com a carta emitida pela Receita Federal. Lembrando que a CND do INSS tem que estar vigente. Em caso de dúvidas, procure um de nossos gerentes”, explicou.

Representando a Caixa Econômica Federal, Marcio Nunes Fonseca, Superintendente Executivo de Varejo da CAIXA MS, disse que os recursos são suficientes para “atender toda a demanda”. “A carência é de 11 meses, para ajudar no planejamento das empresas e a taxa de juros é inferior ao que é praticado nas outras linhas. Por não ter um destino específico, deixa o empresário livre para aplicar o recurso de acordo com a sua necessidade”, afirmou. “Todas as unidades da CAIXA estão operando o Pronampe. Os recursos são finitos e orçados, assim o empresário deve procurar uma unidade CAIXA o mais rápido possível”, completou o Superintendente.

O recurso pode ser usado pelos pequenos negócios em investimentos e capital de giro, como para pagar salário, água, luz, aluguel, reposição de estoque e aquisição de máquinas e equipamentos. É proibido destinar o dinheiro tomado para distribuição de lucros e dividendos entre os sócios do negócio.

Criado em 2020 para socorrer as empresas que estavam passando dificuldades com a pandemia por meio da facilitação de crédito, o programa já proporcionou – no ano passado – financiamentos que totalizaram R$ 37,5 bilhões, contemplando cerca de 517 mil empreendedores.

Novo Pronampe

Para a rodada do Pronampe de 2021, será liberado um aporte de R$ 5 bilhões como valor de garantia, por meio do Fundo Garantidor de Operações (FGO). Com esses recursos, será possível conceder até R$ 25 bilhões em empréstimos ao longo deste ano.
 
A taxa de juros anual máxima para os novos empréstimos corresponderá à Selic mais até 6%. Os valores são considerados mais vantajosos quando comparados ao que é praticado normalmente no mercado. De acordo com dados do Banco Central, a taxa média de juros para o segmento, no quarto trimestre de 2020, foi de 35,1% para as microempresas e 22,4% para as empresas de pequeno porte.

Em relação ao prazo para pagamento, a carência que antes era de oito meses agora passou para 11 meses e o prazo total de pagamento aumentou de 36 para 48 meses.

Apoio do Sebrae

Além da divulgação do crédito disponível para os pequenos negócios, o Sebrae/MS orienta os empresários na tomada de decisão quanto a empréstimos e na análise de capacidade de pagamento, por meio de consultoria gratuita do programa Sebrae Orienta.

“A CAPAG é uma consultoria gratuita do Sebrae Orienta, que pode auxiliar a micro e pequena empresa a tomar a melhor decisão do nível de endividamento. A MPE tem que trabalhar nessas projeções de fluxo de Caixa, para que o crédito não se torne uma dívida impagável”, orienta o analista-técnico do Sebrae/MS, Vagner Teixeira.

Para mais informações sobre as consultorias e atendimentos em MS, os empresários podem buscar o Sebrae por meio da plataforma orienta.ms.sebrae.com.br ou pelo telefone 0800 570 0800.

FONTE: Da Assessoria

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2021 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium